TILÁPIA DO NILO


Tilápia do Nilo - Oreochromis niloticus

Taxonomia

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Actinopterygii

Ordem: Perciformes

Família: Cichlidae

Gênero: Oreochromis

Nome científico: Oreochromis niloticus



A tilápia do Nilo é um peixe de coloração acinzentada da família Cichlidae, que quase não apresenta dimorfismo sexual então para leigos é difícil diferenciar a fêmea do macho, porém os machos costumam ser bem maiores e adquirem uma coloração mais avermelhada quando querem atrair as fêmeas.

É um peixe de origem africana em que os primeiros exemplares trazidos para o Brasil chegaram no ano de 1971, e se adaptaram muito bem ao nosso clima tropical, pois esta espécie desenvolve-se bem em águas quentes com temperaturas entre 26°C e 28°C, e como a temperatura está relacionada com o crescimento e a reprodução das Tilápias o Brasil tornou-se um verdadeiro “paraíso” para elas, o que acaba ameaçando seriamente as espécies nativas.

Devido a algumas pessoas irresponsáveis e acidentes as tilápias escaparam para a natureza e esta ação causa danos terríveis ao nosso ecossistema devido ao fato de ela ser uma espécie exótica e não possuir predadores naturais, mesmo que ela possa ser predada pelas traíras parece que não enfluenciar muito em sua população .

Uma atitude que poderia amenizar este problema de espécies invasoras seria dar maior ênfase ao estudo de ecologia nas escolas.

BREVE HISTÓRICO DA TILÁPIA

A Tilápia do Nilo já é cultivada há milênios, existe evidências de que os antigos egípcios já as cultivavam há mais de 4000 anos. Foi só entre 1940 1950 que esta espécie começou a ser cultivada em várias partes do mundo ficando bastante popular no continente asiático principalmente na china.

Esta espécie foi trazida para o Brasil no ano de 1971. E os primeiros exemplares que começaram o cultivo em 1982 no paraná vieram da costa do marfim.

ALIMENTAÇÃO

Sua alimentação é omnívora logo aceita com facilidade vário tipos de alimento como ração e alimentos naturais como fitoplâncton, zooplâncton, insetos aquático e vermes.

REPRODUÇÃO

Possuem reprodução precoce e a partir dos quatro meses já podem começar a pôr ovos, com uma frequência de 7 a 8 ninhadas por ano e cada ninhada produz cerca de 100 a 1000 ovos.

TILÁPIA NA ECONOMIA

A Tilápia é sem sombra de dúvidas a espécie mais produzida na aquicultura brasileira é uma das mais produzidas no mundo, sendo que a china é o maior produtor.

A melhor maneira de comercializá-las é através de pesque pagues, frigoríficos e para exportação. Recentemente sua pele tem sido usada no tratamento de queimaduras e apresentado bons resultados.

Os consumidores geralmente exigem peixes com peso mínimo de 500 g, pois peixes grandes são mais atrativos.

Uma parte deste mercado ainda se mantém na informalidade o que não é bom pois a origem dos peixes e as práticas de manejo corretas determinam se a criação terá um bom rendimento na comercialização.

OUTRAS ESPÉCIES

Tilápia do Zanzibar

Tilápia vermelha

Tilápia tailandesa

Tilápia moçambicana

Tilapia aurea

tilápia-azul (Oreochromis aureus);

  • Facebook
  • YouTube